segunda-feira, 11 de julho de 2011

Prevenção de Quedas em Idosos - Alguns comportamentos e dicas úteis.



Esse artigo é composto por diversas dicas de como prevenirmos quedas em idosos. 



A maior parte das orientações apresentadas aqui se origina do livro de Betty Perkins-Carpenter, chamado “How to prevent falls – better balance, independence and energy in 6 simple steps” (como prevenir quedas – melhor equilíbrio, independência e energia em 6 passos simples). É um livro simples, desenvolvido com a proposta de ensinar o leigo (idoso) a realizar atividades e exercícios além de fornecer orientações, para que tenha um melhor equilíbrio. Pode ser útil também para os profissionais que trabalham com idosos.

Nesse artigo estamos nos focando nos comportamentos e no ambiente. Não estaremos falando a respeito de atividades físicas e exercícios. 

Aí vão as dicas. Continuem lendo.



Dicas gerais:
. cordas, brinquedos e outros objetos não podem estar espalhados pelo chão, pois dificultam a passagem e o idoso pode tropeçar neles. Tapetes espessos também podem se perigosos, pois criam uma espécie de “degrau” que pode não ser percebido.

. a condição do chão, dos carpetes e dos corrimãos de escadas devem estar boas. Cuidado com chãos e carpetes esburacados ou corrimãos quebrados.

. colocar “luzes noturnas” nos ambientes, como no quarto, nas escadas, no banheiro e nos corredores.

. em chãos polidos, usar cera não escorregadia, ou não usar cera. Isso vale para qualquer região da casa.

. orientar o idoso para “dar tempo aos olhos” ao entrar num ambiente. Dessa forma, se o ambiente está um pouco escuro, consegue-se uma melhor adaptação dos olhos de forma que ele possa enxergar melhor.

. cadeiras devem ser fortes para agüentar o peso do idoso, e devem ter apoio de braços para o idoso poder empurrar para se levantar ou se apoiar para sentar. Esteja sempre atento à boa condição das cadeiras.



. oriente o idoso a “encontrar seu equilíbrio” antes logo após ficar de pé.

. usar calçados que se fixam bem ao pé e fornecem um pouco de tração, ao invés de calçados que deslizam facilmente ou ficam muito frouxos no pé.

. se o idoso eventualmente sente tontura, deve ser orientado a usar uma bengala ou andador.

. nas ruas cuidado com as calçadas. O degrau pode não ser visto.

. orientar o idoso a não andar de costas no supermercado, especialmente com carrinho. O idoso deve dar a volta se  deseja pegar um item da prateleira, e não andar de costas.

. leve o idoso regularmente ao oftalmologista, para sempre ter a melhor capacidade de visão possível.

. atenção aos medicamentos, alguns podem ter efeitos colaterais que podem prejudicar a visão ou o equilíbrio. Converse com o médico do idoso a respeito, ou oriente-o a fazer.

. O idoso não deve exagerar no álcool. As conseqüências ao equilíbrio já são intensas nos mais jovens, nos idosos ainda mais.


Nas escadas:
. deve haver corrimãos em ambos os lados da escada. Esses corrimãos devem ter largura adequada e espaço adequado (entre o corrimão e a parede) para que o idoso possa segurá-lo adequadamente. Além disso, deve haver um interruptor antes do início e depois do fim dos degraus, para que o idoso possa acender a luz tanto antes de subir como antes de descer.


No quarto:
. deve haver um interruptor logo na entrada do quarto, e outro próximo à cama. Dessa forma o idoso tem facilidade para acender a luz tanto antes de entrar, quanto logo antes de se levantar.

. deixar uma lanterna próxima à cama do idoso. Essa é uma opção alternativa, quando não há a possibilidade de um interruptor, e pode ser útil caso alguma região da casa não tenha iluminação adequada (exemplo, corredor que leva ao banheiro).


No banheiro:
. se o idoso tiver dificuldade de manter o equilíbrio, deve usar uma cadeira de banho.

. se usar uma banheira, deve haver uma barra na parede para ele se segurar ao sair. Essa é uma barra que é presa fixamente à parede, de forma que o idoso possa se segurar nela com segurança.

. o idoso deve ser orientado a sempre verificar a temperatura da água antes e entrar na banheira ou chuveiro. Se muito quente (ou fria) ele pode vir a realizar um movimento reflexo e se desequilibrar.

. secar o chão do banheiro. O idoso tem mais risco de escorregar que o jovem. Se o piso estiver molhado, tanto maior esse risco.


Se vocês, prezados leitores deste blog, tiverem outras dicas, conhecerem sites ou locais onde podem ser encontradas mais informações, enviem-nos através dos comentários. É uma forma de divulgar esse conteúdo e contribuir com todos.


Referências Bibliográficas:
PERKINS-CARPENTER B – How to prevent falls – better balance, independence and energy in 6 simple steps – Senior Fitness Productions, 2006. 

Um comentário:

  1. Olá Claudio.
    Adorei as dicas, tenho avô de mais de 80 anos e uma das maiores preocupações realmente é com tombos e quedas,nessa idade pode ser fatal.
    Post divulgado no blog Teia.
    Até mais

    ResponderExcluir

Pessoal, não estamos mais respondendo a comentários. Nossa atenção toda está voltada ao nosso site profissional, o Optima Fisioterapia (www.optimafisioterapia.com.br). Agradecemos à compreensão de todos!

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...