quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Sofri uma lesão, e agora? Gelo ou Calor?

Sofri uma lesão e agora? Gelo ou Calor?

Essa é uma pergunta clássica. Gelo ou calor após sofrer uma lesão? A resposta rápida é: gelo.
Logo após sofrermos uma lesão, como um estiramento, uma entorse ou contusão, devemos colocar gelo.

E por quê?
Quando acabamos de sofrer uma lesão, especialmente se considerarmos que a sofremos durante a prática esportiva, nosso metabolismo está elevado e as células estão consumindo uma grande quantidade de oxigênio. Ao sofrermos uma lesão, os vasos sanguíneos da região são rompidos, as células deixam de receber sangue e, conseqüentemente, oxigênio. Por não receberem o oxigênio que necessitam, essas células acabam destruídas, liberando seus componentes para o meio interno, aumentando a osmolaridade desse.

Com o aumento da osmolaridade do meio interno, a tendência é a de que esse meio passe a receber mais líquido dos vasos circundantes. E qual a conseqüência disso? O edema. Com isso ocorre a formação do edema na região, o que não só atrasa o processo de recuperação, mas pode diminuir a amplitude de movimento, causar inibição muscular e dor.

O gelo tem a função de minimizar a formação de edema através da diminuição do metabolismo das células da região lesada, pela diminuição da temperatura. Esse é o motivo de o usarmos quando temos uma lesão esportiva.

O ideal é aplicarmos o gelo imediatamente após a lesão ter ocorrido.

Geralmente recomenda-se a aplicação por 20 a 30 minutos. Nas pequenas articulações dos dedos das mãos e dos pés o tempo pode ser menor. É importante lembrar que se deve evitar a dor (embora haja um desconforto devido à baixa temperatura), o formigamento ou a perda da sensibilidade nas extremidades da região daquela onde aplicamos o gelo (ex: você aplica gelo no cotovelo, mas sente sua mão e antebraço formigando – interrompa a aplicação, pois você pode estar aplicando diretamente sobre um nervo). Caso haja alguma dessas sensações deve-se ou diminuir a compressão, afastar por algum tempo o gelo, ou mudar o local onde estava sendo aplicado.

O uso do calor (como uma bolsa de água quente) logo após a lesão tenderia a agravar o edema, pois promoveria o aumento do metabolismo das células privadas do oxigênio.

Alguns dias após a lesão, quando estamos certos de que o edema está controlado e estabilizado, aí sim poderíamos fazer uso do calor que, ao promover o aumento da circulação e conseqüentemente da oxigenação, auxilia no processo de recuperação do tecido lesionado.


Comentem abaixo e contem suas experiências!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, não estamos mais respondendo a comentários. Nossa atenção toda está voltada ao nosso site profissional, o Optima Fisioterapia (www.optimafisioterapia.com.br). Agradecemos à compreensão de todos!

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...