quarta-feira, 16 de março de 2011

Lesões na corrida – Parte 1 - Introdução


As lesões na prática da corrida são, em sua grande maioria, lesões de “overuse”, ou sobrecarga excessiva. Esse tipo de lesão, de maneira geral, aparece progressivamente ao invés de repentinamente. Ou seja, você pratica sua atividade, talvez percorra uma distância que você não estava acostumado a percorrer durante o treinamento, sente um pouco de dor no dia seguinte, mas fala pra si mesmo “ah, é só uma dorzinha, não vai me parar não!” e vai pra sua corrida. No dia que se segue você repete o protocolo apesar da dor ter aumentado. Isso se repete até o momento onde você percebe que não consegue melhorar sua performance, não está satisfeito em correr com aquela dor ou em que não consegue mais correr! Vai procurar um profissional da saúde e descobre que está com uma lesão...


Existem outras ocasiões onde o corredor “exagera” e percorre uma distância que nunca havia percorrido anteriormente num mesmo dia, e passa então a sentir dores. Similarmente, vai ao médico e descobre uma lesão.


As lesões de sobrecarga excessiva, embora possam ser influenciadas por diversos fatores, basicamente envolvem uma relação entre a capacidade de seu corpo de tolerar a sobrecarga, e a quantidade de sobrecarga imposta. Permitam-me explicar isso com um exemplo: uma pessoa A corre 20km por dia (sobrecarga), e seu corpo consegue tolerar 25km por dia com tranqüilidade. É improvável que a pessoa A venha ter algum tipo de lesão.

Uma pessoa B, por outro lado, começou a correr 20 km por dia, pois tem um amigo que corre essa distância, e resolveu acompanhá-lo. Entretanto, pessoa B costuma agüentar apenas 15km por dia com tranqüilidade. Mas ela está determinada e, apesar das dores que passou a sentir, segue em frente... depois de algumas semanas, pára de correr devido a dor que sente no joelho...

Ambas as pessoas, A e B, estavam correndo a mesma distância, ou seja, eram submetidas à mesma sobrecarga. Porém, a pessoa A era preparada para tolerar aquela sobrecarga, enquanto a pessoa B não era.

Embora esses exemplos sejam bastante simplificados para fins didáticos, eles ilustram uma das formas como as pessoas podem se expor a uma sobrecarga excessiva, e assim se predisporem a lesões na prática da corrida.

Grande parte dos pacientes que procura atendimento fisioterápico com lesões originárias da prática da corrida estava correndo por conta própria, ou seja, não seguia as orientações de um professor de corrida. Fica aqui uma orientação importante: se você tem interesse em praticar seriamente a corrida, procure auxílio profissional. Isso não apenas vai te proteger de lesões, como vai ajudá-lo a desfrutar com maior prazer desta prática que traz inúmeros benefícios à saúde e ao bem-estar.

Estaremos, nesta série de artigos sobre lesões na corrida, conversando brevemente sobre algumas das lesões mais comuns da sua prática. Estou me referindo à corrida de média e longa distância, corrida de rua, que é praticada por inúmeras pessoas que estão buscando uma melhor saúde, maior bem estar e qualidade de vida. As lesões discutidas serão a fasciíte plantar, a síndrome patelofemoral, a condromalácia patelofemoral, as tendinites, a síndrome do stress tibial medial, a síndrome da banda ílio-tibial e as fraturas de stress.

Minha intenção é a de divulgar o conhecimento a respeito dessas lesões, e dar uma idéia geral do porque elas se originam. Ao fim, após a discussão das lesões, procurarei detalhar um pouco mais a relação entre sobrecarga imposta ao corpo, e sobrecarga tolerada pelo corpo, sendo que mencionarei então tópicos comuns da discussão sobre lesões, como mal-alinhamento postural, movimentação incorreta e outros.

Espero que gostem!


                                                                                                                 vá para a parte 2>>>

5 comentários:

  1. Olá Dr. Claúdio,

    Parabéns pelo post e por dividir seu conhecimento para uma prática saudável desse esporte.

    Abraços,

    Cristiano

    ResponderExcluir
  2. Oi Cristiano. Obrigado por participar. Volte sempre!
    Abraços,
    Claudio

    ResponderExcluir
  3. muito bom site
    estou te seguindo no google friend
    nao sei por que nao aparece no meu site
    abraços e continue escrevendo

    ResponderExcluir
  4. Oi Zamba,
    obrigado por escrever.
    Continue participando!
    Abraços,
    Claudio

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo post, curtimos muito e compartilhamos com nossos amigos essa maravilha. Um grande abraço da equipe www.conteudosaude.com.br

    ResponderExcluir

Pessoal, não estamos mais respondendo a comentários. Nossa atenção toda está voltada ao nosso site profissional, o Optima Fisioterapia (www.optimafisioterapia.com.br). Agradecemos à compreensão de todos!

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...