sexta-feira, 25 de março de 2011

Lesões na Corrida - Parte 2 - Fasciíte Plantar




A fáscia plantar é um tecido da sola do nosso pé, importante na sua sustentação. Ela vai desde a região da frente do osso do calcanhar até a região da “cabeça dos metatarsos”, que é a região do pé que vem logo antes dos dedos (onde temos uma pele um pouco mais espessa, que parece um “acolchoadinho”, especialmente na área que vem logo antes do dedão).


A fasciíte plantar (também escrita faceíte ou fasceíte plantar) é a inflamação da fáscia. Essa inflamação pode se tornar crônica, e assim os sintomas podem permanecer por meses e até anos. Uma explicação para como ela se inicia vem a seguir.


Durante cada passo na corrida a fáscia é tensionada, pois ela se estica quando o pé apóia no chão. Como esse tensionamento se repete milhares de vezes, podem ocorrer microlesões (rupturas microscópicas, são um acontecimento normal durante a prática de exercícios físicos e esportivos) na fáscia, das quais o corpo normalmente consegue se recuperar sem maiores problemas. Porém, quando percorremos uma distância para a qual não estávamos adequadamente preparados ou nosso descanso for insuficiente, o corpo pode não conseguir se recuperar adequadamente, e aí temos o início da fasciíte

O principal sintoma é a dor sentida logo ao se levantar e apoiar o pé no solo, para dar o primeiro passo do dia. Essa dor acontece na sola do pé, geralmente logo à frente do osso do calcanhar (local onde a fáscia se fixa no osso). Após alguns passos a dor pode diminuir ou cessar, porém, em casos mais graves, ela pode continuar.

Durante a prática da corrida ela pode atrapalhar especialmente no início do (ou após o) treino, quando o corpo ainda não está bem aquecido. Com o corpo aquecido pela atividade, a dor pode diminuir, similarmente ao que acontece pela manhã. Porém, nos casos mais graves a dor pode persistir mesmo depois do corpo estar aquecido.

Vale ressaltar que a fasciíte é a lesão de “retropé” (da região de trás do pé, que envolve essa área do pé que fica imediatamente abaixo da perna) mais comum em corredores. 


<<<vá para a parte 1                                                                                vá para a parte 3>>>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pessoal, não estamos mais respondendo a comentários. Nossa atenção toda está voltada ao nosso site profissional, o Optima Fisioterapia (www.optimafisioterapia.com.br). Agradecemos à compreensão de todos!

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...